Sendo Super

Olá, super-seguidores!
Como estamos todos?
Super?
.
Já deu pra notar aonde estou indo com tanto “super”, né?
.
Bem, farei aqui aquela famosa perguntinha… Se vocês tivessem um super poder ou conjunto de poderes, qual(is) seria(m)?
.
.
Agora vamos para as considerações. Eu não quero ouvir respostas vazias e sem intenção não. E quero que vocês levem em conta suas vidas HOJE… Se você HOJE tivesse um ou vários poderes… Quais seriam?… Por que e, o mais importante, como isso mudaria a sua vida?
.
Sabe qual o meu preferido? Telecinese. Mas adoro pensar nele além do óbvio. Eu levo a ideia da telecinesia ao nível subatômico. Minha ideia de telecineta é quase a de um deus, podendo mover átomos e criar coisas do nada.
.
Mas quais as questões que TER PODERES levanta? Você já se perguntou? Você está certo de que seria capaz de ser super?
.
Primeiro tem o problema da identidade. Não vamos pensar que um par de óculos nos serviria. Depois, tem o problema que pede que tenhamos uma identidade secreta: separar a vida super de nossa vida normal. Proteger nossos entes queridos.
Mas e o peso de se poder fazer algo extraordinário?
.
Se imagine com o poder da cura. Você consegue enxergar o problema que isso lhe traria? Primeiro tem o problema religioso… Depois tem o problema social… Por que não curar a todos? Você teria fôlego pra isso?
.
E os que chegariam oferecendo dinheiro para furar a fila? Ah, você não cura por dinheiro? Bem, os médicos tão aí pra provar que usar suas habilidades de cura para ganhar dinheiro não é pecado. Se eles podem, por que você não? Policiais ganham também pra proteger. De repente a imagem do Capitain Amazing não é tão absurda assim, com seu uniforme cheio de patrocínios.
.
.
E quem merece sua cura? Quem chegar primeiro? Quem for mais influente? Quem tiver mais dinheiro?
.
Você tem capacidade psicológica necessária para ter esses poderes? Como você lida com momentos de tensão e stress? Quando provocado? Quando humilhado? Você cortaria (sem querer) a cabeça de um babaca que te tirasse do sério com o raio que sai de sua boca?
.
E se você pertence a uma minoria ou simpatiza com sua causa? Como é quando você dá de cara com tanta intolerância e hipocrisia no mundo? Dá vontade de destruir tudo e reconstruir do zero, não!?
.
E se a única salvação da humanidade está em suas mãos, filho de Deus pai, todo poderoso, enviado por Ele mesmo à terra para livrar os pecadores de sua eterna dor?
E se o culto ao lado só ora e louva nas horas mais inoportunas? Você vai mostrar-lhes o caminho do paraíso?
.
E a lei? Você se encaixa nela? Você está acima dela?
E você em relação aos humanos?
.
Ora, se por vezes alguém se sente mais que outros por ter um celular melhor ou um carro melhor, por que motivo isso seria diferente se você pudesse mais? Voar? Criar imensas bolas de fogo? Controlar os elementos? (adoro série como THE 4400, que trazia uma nova forma de se ver habilidades extraordinárias. Os poderes eram bem específicos e serviam a propósitos específicos. Fascinante!)
.
.
O pensamento é o seguinte: quando você anda, você se importa com as pequenas formigas aos seus pés? Quantas formigas e baratas e outros insetos você matou ontem? Não lembra? Isso acontece por você não se importar com eles.
.
Será que você mudaria sua forma de pensar e ver o mundo uma vez que o mundo ao seu redor passaria a ser visto com outros olhos? E se você descobrir que existe vida após a morte… por que a vida continuaria tão importante?
.
São muitas questões e acho que nada que tenha falado aqui é novidade. Só digo uma coisa… a maior mentira da humanidade é dizer que “deus dá o cobertor de acordo com o frio”. Isso é balela pra fazer os mais fracos acreditarem em si e em sua capacidade de superar as dificuldades. Nem todo mundo supera.
.
E você? Superaria a dificuldade de um dia acordar Super ou isso não seria dificuldade?
.
Um super-tial pra vocês.
Stay creative!
A Neura.
.
PS: deixo vocês com a cantiga A Place in Time da abertura de THE 4400. Só eu sei a falta que sinto dessa série.
.
.
Ps2: Ah, aproveito e deixo a dica também da interessante série Alphas.
.
[atualizado]
Anúncios