Storymatic

Há quanto tempo, não!? Quase um ano.

Shame on me!

Tanto tem acontecido nesses últimos meses… mas deixarei isso para o C.R. contar no seu blog. Aqui no meu venho apresentar um novo brinquedinho que encomendamos para ajudar C. R. em suas criações. Também, serve como jogo, party game, mas o objetivo era mesmo o de mexer com a arte da criação.

O joguete é chamado de The Storymatic e consiste em umas trocentas cartas com Prompts. Digo, com pedaços de informações. Cada carta traz uma info que você deve usar da maneira que quiser.

1. Uma maneira interessante seria exercitar sua capacidade criativa puxando uma carta e se desafiando a usar a info que vier nela no que quer que esteja escrevendo agora.

2. Você pode puxar quantas cartas quiser, indo a partir de uma, e sair criando uma história, adicionando mais e mais cartas para ver até onde consegue ir.

3. Usar as “regras” que acompanham o jogo. Uma delas diz para você tirar 2 cartas douradas (esquerda) e criar o personagem principal a partir delas. Depois, pegue 2 cartas cobre (direita) e crie a história. Elas são os pontos de partida, mas não precisa se ater somente a elas.

Para escritores, eles dizem que tente escrever a partir delas, sem fugir do que trazem. Escreva o máximo que puder sem criar além e, depois de escrito a base, você pode voltar e começar a criar em cima disso. Sugestão interessante.

Bem, eu estava querendo sugerir uma brincadeira. Que tal se todo mês eu sortear 4 cartas, propondo que escrevamos um resumo de uma história, uma sinopse, e dos participantes votamos no melhor? Valendo um livro? Que tal!?

Tenho aqui uma pilha de Criaturas, do Rochett Tavares.

O que me dizem!?

Vamos fazer um teste?

Vou sortear as cartas douradas que deverão ser usadas para construir o personagem.

1. Pessoa que não consegue parar de pensar no sonho de ontem à noite.

2. Pessoa que não pode mais esperar.

E as cartas cobre são:

1. Lavanderia (daquelas que você vai e coloca as roupas pra lavar você mesmo).

2. Passos.

E aí? O que te vem na cabeça?

Anúncios

5 respostas em “Storymatic

  1. Achei bem legal esse jogo. Vai bem ao encontro de uma palestra que ouvi de Bráulio Tavares, neste último sábado, em que ele menciona as restrições (“constraints”) que os autores podem/ou são obrigados a seguir: as regras de um jogo que se autoimpõem /vêm de fora. É o caso das antologias com determinado tema ou número de laudas. Ou quando o autor resolve omitir uma letra do alfabeto de sua escrita. Muito interessante, mesmo! Imagino que disponível somente em inglês, né?

  2. Excelente proposta, Polímnia! Parabéns! Uma coisa que eu acho muito legal aqui é que você está sempre buscando aprender coisas novas, beber de fontes diversas… Acredito que isso seja um requisito fundamental para quem trabalha com criação. 🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s